fbpx
INTRODUÇÃO À REPÚBLICA DE PLATÃO <br><br><br>

INTRODUÇÃO À REPÚBLICA DE PLATÃO


MESA “A RELEVÂNCIA DA TRADUÇÃO DO CORPUS PLATÔNICO POR CARLOS ALBERTO NUNES” NA NA XXI FEIRA PAN AMAZÔNICA DO LIVRO

https://www.youtube.com/watch?v=eMuczjExDH0

Evento: Lançamento da República na XXI Feira Pan-Amazônica do Livro
Data: 31.maio
Mesa: “A relevância da tradução do Corpus Platônico por Carlos Alberto Nunes”
Membros: Jacyntho Brandão (UFMG). Jovelina Ramos (UFPA). Celso de Oliveira Vieira (UFPA)
Palestrante: Victor Sales Pinheiro (UFPA)
Palestra: Introdução à República de Platão

  1. O projeto humanista de Carlos Alberto Nunes 
    1. A importância de obras de iniciação à gramática do grego antigo (Jacyntho Brandão, Muracho, Guida Horta) para a atual edição bilíngue dos Diálogos de Platão
    2. Formação cultural e moral dos clássicos
    3. Platão como poeta edificante, como Homero, Virgílio, Shakespeare e Goethe
  2. Panorama geral da obra
    1. Crise política radical: guerras externas e internas
    2. Contexto do Prólogo: a força da maioria de jovens democratas
    3. Primeiras definições de justiça e o desafio do relativismo sofístico
    4. A alma do homem justo – analogia com a cidade justa
    5. Origem da cidade:
    5.1. “Cidade de porcos” – rudimentar, deserotizada
    5.2. “Cidade luxuriosa”. Erotizada, culinária, perfumaria, elemento afrodisíaco, expansionista (guerra, comércio)
    5.2.1. Desigualdade, cobiça
    5.2.2. Classe de “guerreiros”: impulsiva e dinâmica, dócil à razão
    5.3. “Cidade educada”: Guardiães, sábios filósofos que desenvolveram as virtudes de toda a sua alma
    6. Natureza do filósofo como amantes da realidade, e não de espetáculos
    6.1. Três imagens: sol, linha e caverna
    7. Regimes decaídos
    8. Crítica ontológica à Poesia (Livro II: Crítica pedagógica à Poesia)
    9. Mito escatológico de recompensa do homem justo e punição do tirano

III. Ordenação dos amores – Terapia do desejo 
Psicologia tripartida. Política é uma analogia
1. DESEJO DE VERDADE (perfeição)
Corpo: cabeça
Classe: reis-filósofos
Imagem:  Homem
Faculdade: inteligência
Virtude: sabedoria
Atividade: Universidade (intelectual) ou Igreja (espiritual)
Política: Aristocracia – excelência e verdade
2. DESEJO DE PODER
Corpo: tórax (dimensão humana, pessoa única e singular, honra, ambição)
Imagem: Leão
Classe: Auxiliares
Faculdade: animosidade, cólera
Virtude: Fortaleza, Coragem
Obedece e auxilia a razão
Atividade: Política – Estados Nacionais
Política: Timocracia (honra), Oligarquia (dinheiro)
3. DESEJO DE VIDA
Corpo: baixo-ventre (entre as genitálias e o estômago – dimensão animal, subumana, natural)
Imagem: Monstro policéfalo
Classe: Comerciantes, trabalhadores manuais em geral
Faculdade: impulso, concupiscência, libido (passivo)
Virtude: temperança (moderação)
Atividade: Economia – Sociedades Econômicas Privadas (dimensão material – liberalismo econômico e político)
Política: Democracia ou Tirania (Eros tirano)
4. JUSTIÇA: 4ª virtude cardeal, que harmoniza as outras três

  1. Bibliografia:
    Martha Nussbaum, A República de Platão: a boa sociedade e a deformação do desejo. Porto Alegre: Bestiário, 2004.
    Franco Trabattoni, ‘La citta platônica tra realismo e utopia’. Conferência do V Seminário Internacional Archai: a cidade antiga. Brasília: Universidade de Brasília, 2008.
    Juliana Annas, Platonic ethics – old and new. Ithaca,: Cornell University Press, 1999.
    Leo Strauss, Uma introdução à filosofia política. São Paulo: É Realizações.
    C. S. Lewis, A abolição do homem. São Paulo: Martins Fontes.
    Allan Bllom, O declínio da cultura ocidental – da crise da universidade à crise da sociedade. São Paulo: Bestseller.
    Luciano Canfora, Crítica da retórica democrática. São Paulo: Estação Liberdade.
    Alexandre de Sá, ‘Platão e a beleza ambígua da democracia’. Archai n.19, jan-apr., 2017.
    Marcelo Consentino, ‘Platão e o Ocidente’. Revista Dicta e Contradicta, vols. 1 e 2.
    Jean-François Mattéi, A barbárie interior – ensaio sobre o i-mundo monderno. São Paulo: Ed.UNESP
    Jean Patôcka, Platon et l´Europe. Alençon, Verdier, 1983.
    Mario Vegetti, Um paradigma no céu. Platão político, de Aristóteles ao século XX. São Paulo: Annablume, 2010.
    Jacob Howland. The Republic. The Odyssey of Philosophy. Philadelphia, 2004.
    Jacyntho Lins Brandão ; Maria Olívia de Quadros Saraiva ; Celina Figueiredo Lage. Helleniká – Introdução ao grego antigo. 2a ed. Belo Horizonte, Ed. UFMG, 2009.
    Henrique Murachco. Língua Grega – Vol. I Teoria. Vol. II Prática. 3ª Ed. Petrópolis: Vozes: 2007.

Conheça as obras de Platão na Seção Edições e Escritos.

Deixe uma resposta

×
×

Carrinho